Eu gosto do Galvão Bueno

Eu sei que para muitos é como se eu tivesse dito: “Eu gosto de beber água morna” ou ” Eu não perco um horário político”. Sim, eu gosto do Galvão Bueno.
Gosto porque ele é um narrador que narra. Parece pleonasmo, mas não é. Há os narradores que apenas descrevem. São objetivos, precisos, sem graças.
O Galvão, não. Ele é um narrador-personagem. Pensa rápido. Participa do jogo, vibra, comenta. corneta. Às vezes discordo de muita coisa que ele diz, mas nunca o deixo falando sozinho.
Dizem que ele comete muitas gafes. O absolvo de quase todas. Imagine trabalhar na maior emissora de tv do Brasil, transmitir eventos que custaram milhões, falando para um público que se julga especialista no assunto. Isso tudo com alguém falando no ponto eletrônico: “Fale com o Casagrande, chame a pergunta do internauta, parece que o gol estava impedido, Gol no Recife, Chame o Arnaldo, fale sobre o show do intervalo.” Mal consigo dirigir com a minha mulher falando o tempo todo como devo dirigir. (Mas isso é assunto pra outra crônica)
Acho que muitos de nós somos Galvão Bueno. Despertamos, sem desejar, alguns desafetos. Falamos, e quando percebemos, temos um fã-clube às avessas. Pessoas que gostam de não gostar da gente. Ninguém gosta de não ser gostado. Ninguém gosta de ser hostilizado, seja por um estádio lotado, seja por aquele primo de segundo grau. Mas, perceber que não somos unanimidade, tem seu lado bom. Nos protege do narcisismo exagerado.
Também cultivamos os Galvões Buenos na nossa vida. Aquelas pessoas que, definitivamente, não vamos com a cara. O que os outros vêem como personalidade, vemos como arrogância. O que é tido como timidez, consideramos antipatia.
O Galvão Bueno sempre foi elegante com os críticos. Nunca o vi reagir ou desabafar. Talvez ele tenha entendido que ser gostado é melhor, mas não o ser, faz parte do jogo. E de jogo, o Galvão entende.

Esta entrada foi publicada em Crônicas e marcada com a tag , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

8 respostas para Eu gosto do Galvão Bueno

  1. Erica Machado (Mirian) disse:

    E viva o Bueno e o Pierocini também! Na verdade, todos amamos o Galvão, veja bem, todos podemos mudar de canal quando ele está falando, podemos colocar em outra emissora que transmite o jogo, mas sempre deixamos na globo: porque no fundo mesmo, amamos esse cara!

    • Therefig disse:

      Pois eu RRRRRRRRRRRRealmente gosto do Galvão. Eu assisti a Copa de 2010 na Espanha e senti uma falta tremenda da voz de locutor do Galvão.

  2. Luciane Baleroni disse:

    Como sempre, mandando muito bem nos textos.

  3. Luiz Claudio disse:

    Eu acho que prefiro o Galvão aposentado. Talvez fizesse bem a ele. A mim, com certeza!

  4. Misael Reis disse:

    Galvão Bueno, foi ou ainda é um mal necessário. Quando pegamos transmissões antes da era “Galvão Bueno” percebemos o grande trabalho de inovação que ele fez.
    Penso que talvez, já que estamos falando da área esportiva, ele sofra do mesmo mal que alguns jogadores de futebol já sofreram: Qual é o momento ideal de parar ?!
    Isso só ele pode dizer ou resolver….. Pra nós huummmmm acho que tá na hora de parar né GALVÃO !!!!!

  5. Jéssica Favero disse:

    Olha Ricardo eu nem gosto tanto assim do Galvão e as vezes acho mesmo que ele “viaja na maionese!” rsrs mas fazer o quê? eu me mato de rir com ele viajando…

  6. Heraclito Rosa disse:

    Conheci seu blog por acaso e li tudo.
    Excelente, parabéns.
    Você tem razão, todo mundo critica o Galvão,mas todo mundo o assiste.

  7. Michel Torres disse:

    O fato é que estamos há muitos anos ouvindo críticas dirigidas ao Galvão, mas até agora não apareceu ninguém tão bom como ele.

Os comentários estão fechados.