Hoje não

Hoje pensei em escrever sobre política. Desisti. É intrincado demais.
Pensei também em escolher o carisma do Papa Francisco como tema deste texto. Mas isso já foi muito abordado.
Talvez uma crônica engraçada sobre meu feriado, passado em pé, na fila de espera para brincar no parque da Peppa Pig, com meu filho.
Ou, quem sabe, um texto raivoso, rancoroso, sobre o vizinho do apartamento de cima, cuja reforma é interminável, ao contrário da minha paciência.
Porém, há outros temas cuja relevância se sobrepõem às minhas alegrias e lidas do cotidiano.
A questão dos refugiados, a situação econômica do Brasil ou a preparação dos atletas para as Olimpíadas de 2016.
Então, em meio a tantas possibilidades de assuntos, me rendi à preguiça.
Não, não vou escrever sobre a preguiça.
Vou deixar de escrever hoje, por causa dela.
Espero que você, leitor, preguiçoso reincidente ou você, indolente casual, me compreenda.

Esta entrada foi publicada em Crônicas. Adicione o link permanente aos seus favoritos.