Palavras desencontradas e encontradas

Dias atrás, perdi um livro. Desses de prender a atenção. Carregava ele comigo, quando tivesse um tempo, prosseguiria a leitura.
Voltei duas vezes no local em que suspeitava ter perdido meu livro. Ninguém sabia de nada.
Quem será que o achou?
Terá sido achado por alguém que gosta de ler e ganhou o dia por ter encontrado um livro interessante?
Ou será que quem o encontrou detesta livros, foi a um sebo para vendê-lo e ganhar uma graninha?
Quem sabe foi alguém que não é muito fã de leitura, mas resolveu presentear quem goste?
Perdi meu livro. Agora não é mais meu.
Talvez este seja o inevitável destino das palavras. Quando falamos ou escrevemos, elas já não nos pertencem. São de quem as ouve, de quem as lê, de quem as encontra.
Palavras desencontradas e encontradas.
Essência dessa crônica.
Resumo da vida.

Esta entrada foi publicada em Crônicas. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

2 respostas para Palavras desencontradas e encontradas

  1. Mirian disse:

    Amei!!!

  2. Pri Pisciotta disse:

    Ainda bem que desta vez não tenho nada com isso!

Os comentários estão fechados.